Existe Verdade Absoluta?

0

Por Fábio Valentim | 2 de maio de 2012 às 09:59 | @


Pin It now!

"Conhecerás a verdade, e a verdade vos libertará" (Jesus Cristo em João 8, 32)
 "Uma mentira repetida mil vezes, se tornará verdade" (Joseph Goebbels)
A balança da justiça é capaz de medir verdade absoluta e mentira absoluta?
Passamos a vida ouvindo "conhecerás a verdade e a verdade libertará", bem como existe uma outra clássica frase, em que afirma que "uma mentira repetida mil vezes, se torna verdade". Isso nos dá uma ideia de que sempre buscamos a verdade, no meio de um mundo de mentira. Isso sem falar de certas organizações, que determinam o que será verdade absoluta ou não, bem como a mentira. Quando a mentira se torna verdade e quando a verdade se torna determinada, acabamos por criar um mundo fantasioso, em que tornamos as coisas certas em erradas, bem como erradas como certas. Chamamos isso normalmente de inversão de valores, fazendo com que o que é verdadeiro para uma determinada época, se torna falso nos dias de hoje.

Logo, com essas afirmações, podemos dizer que existe verdade absoluta? É uma questão muito inerente e muito questionada em todas a sociedades. Em meio à "ditadura do relativismo", que é uma contraposição da ditadura do politicamente correto, corremos riscos em ser esmagados por muitas "verdades", que aparecem em cada dia no nosso cotidiano. Passamos a aceitar mentiras, e acreditando que é uma verdade para no fim, passarmos a viver na mentira, cegando totalmente a nossa razão. Por isso é importante vivermos com muita sabedoria e discernimento, para sabermos identificar a nossa verdade, se realmente estamos seguindo o caminho certo, se realmente estamos sendo felizes. 

Acredita que seja verdade?
Logo, explorando os conceitos, a verdade absoluta é algo aceito em todos os momentos e em todo lugar, ou seja é aceito por todas as pessoas, em qualquer lugar, uma verdade descoberta, não inventada por nenhuma entidade, como por exemplo, o céu é azul durante o dia, um fato aceito por todos, mas ela não se torna totalmente absoluta, pois quem sofre de daltonismo, pode afirmar que o céu não é de fato azul. Mas como convencer ao daltônico que o céu é azul, se ele enxerga de outra cor diferente, se ele mesmo não acredita em céu azul? Como convencer ao daltônico que o fogo é amarelo e a floresta é verde, se ele mesmo admite que isso não é verdade?

Seria de fato, comparado facilmente à famosa alegoria do Mito da Caverna de Platão, onde as pessoas acreditavam que as sombras realmente são pessoas são realmente objetos fabricados, ou seja, a verdade, embora para quem está do lado de fora da caverna, realmente não é verdade. Logo, se um dos prisioneiros da caverna se libertarem, isso poderá se tornar confusos e até enlouquecidos, ao vislumbrar um mundo novo e diferente de tudo que ele acreditava. Portando, se o prisioneiro voltar para caverna e competir com outros prisioneiros, ele pode acabar sendo tratado como louco pelos demais. Por isso Jesus dizia que devemos conhecer a verdade, pois a mesma verdade nos liberta.

Que há de verdade nessa imagem?
Isso sem falar do conceitos de paradoxo, contradição, certeza e incerteza, que geram mais relativismos sobre a verdades e mentiras. Acaba-se portando a pessoa deixar de acreditar até mesmo na verdade. O fato se torna verdadeiro, quando existe provas e as provas nem sempre são visuais, como também demonstrativas e usuais. Mas isso não se aplica ao campo científico, bem como outras áreas, até mesmo em relações amorosas. O fato da pessoa não acreditar numa verdade, não deixa de ser verdade para outra, como por exemplo, passará a ser verdade para a mesma, se a mesma acreditar. Vemos claramente isso com as crianças, que acreditam no Coelho da Páscoa. Elas acreditam, porque para elas, elas tem a certeza de que o Coelho da Páscoa existe e é verdade. Aprendemos que a certeza é o critério da verdade, bem como a incerteza, a dificuldade de compreender a razão e possivelmente a verdade.

Logo, com todas essas observações, não existe verdade absoluta. O céu pode ser azul para todos, exceto para os deficientes visuais, que acreditam com convicção, que seja de outra cor, bem como ninguém de fato encontrou um pote de outo no fim do arco-íris, embora muitos acreditam que isso é verdade. A verdade, logo, embora seja aceita, ela precisa ser compreendida pelo ser humano, para que o mesmo se identifique. Logo, é preciso muita sabedoria e discernimento para poder tomar cuidado com as verdades e as mentiras que surgem no nosso mundo. Portanto, ele precisa saber da verdade que existe dentro de si mesmo, não somente em terceiros. Assim, não poderemos viver nas mentiras, mas em verdades guiadas em nosso interior, sem cair em ilusões, que achamos que são reais. As ilusões, são as mentiras que mexem com as nossas crenças e razões. Lembremos que tanto a verdade, quanto a mentira, são motores da Lei da Causa e Efeito.





Assine Aqui



#  

Seja o primeiro a comentar este artigo.

Postar um comentário

O Baú do Valentim, sempre vai aceitar as opiniões, sem nenhum tabu. O Baú só não aceita críticas destrutivas e ofensas pessoais. Fora isso, fique a vontade, pois estamos aí pra isso: pra quebrar tabus e expor as idéias para mudar o mundo, ainda que seja apenas o teu próprio mundo. Os comentários deste post expressam as opiniões dos próprios autores dos comentários e não dos autores do site.

Loading...