Amor e Compromisso

postado em: Relacionamentos | 0
"Prometo te amar, te respeitar, na saúde na doença, na alegria, na tristeza, na riqueza e na pobreza, por todos os dias de nossas vidas..."
“Prometo te amar, te respeitar, na saúde na doença, na alegria, na tristeza, na riqueza e na pobreza, por todos os dias de nossas vidas…”

Escrevi anteriormente que as três bases para qualquer relacionamento amoroso são respeito, confiança e amor. Essas três bases, que são o fundamento do amor verdadeiro, sincero e duradouro, são fundamentais para que o casal seja verdadeiramente feliz, não necessariamente vivendo um conto de fadas, mas vivendo num grande companheirismo entre os pares. Seja um relacionamento tradicional (monogamia), relacionamento aberto, ou até mesmo entre relações poligâmicas, tem que haver estas três bases, e existe um mecanismo interessante que a mantém. É o que chamamos de compromisso.

Estar comprometido com a pessoa amada não significa ficar preso a esta pessoa. Ser comprometido é ser livre, junto com essa pessoa. O compromisso é o mecanismo importante para que o respeito, a confiança e o amor, principalmente, se mantenham constantes e por fim, o relacionamento. Compromisso não tem nada a ver com ciúme, pois o ciúme, como eu tenho dito outras vezes, é uma demonstração de insegurança e que não está confiando plenamente no seu parceiro. Compromisso vai muito além de juras e promessas, compromisso é demonstrado no dia a dia, em pequenos gestos que vão fazer grandes diferenças, com maior simplicidade.
Ao contrário do que muitos pensam, o compromisso não é a base fundamental do relacionamento, e sim, as três que tenho citado logo no começo deste texto. São esses três que formam o compromisso, não palavras vazias, que chamamos de juras de amor. Amor e compromisso vão muito além de palavras, amor e compromisso são atos vindos de dentro do coração, de dentro da alma. Compromisso é compartilhar a vida uns com os outros e haver sempre uma compreensão e companheirismo. A traição, portanto, não é necessariamente ir pra cama com um(a) terceiro(a), é uma quebra de compromisso, baseada nesses três pilares que sustentam o amor. Vale entender que o amor vai muito além de qualquer compromisso, ainda que este amor seja proibido. É o compromisso no amor, quem garante a fidelidade, não ciúmes.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInShare on TumblrShare on VK
Seguir Fábio Valentim:

Analista de Sistemas e Escritor

Uma pessoa que está sempre disposta a acreditar nos sonhos, no amor e na felicidade até as últimas consequências. Sou proprietário e editor-chefe do Baú do Valentim.

Últimos Posts de
  • Concordo com absolutamente tudo . Tbém penso que compromisso é algo mto além de juras de amor eterno. este ñ é meu primeiro casamento , fui traída no primeiro e nunca consegui perdoar.. mas justamente por esse fator: cumplicidade. Jamais eu disse que tivesse sido o ato sexual em si,mas a "traição" do companheirismo ,a exposição da nossa intimidade para uma terceira pessoa. Infelizmente as pessoas não pensam mais assim.. Muito bom,gostei muito mesmo.

  • Concordo com absolutamente tudo . Tbém penso que compromisso é algo mto além de juras de amor eterno. este ñ é meu primeiro casamento , fui traída no primeiro e nunca consegui perdoar.. mas justamente por esse fator: cumplicidade. Jamais eu disse que tivesse sido o ato sexual em si,mas a "traição" do companheirismo ,a exposição da nossa intimidade para uma terceira pessoa. Infelizmente as pessoas não pensam mais assim.. Muito bom,gostei muito mesmo.