Como se Preparar Para Escrever Um Livro?

postado em: Editorial | 0
Antes de começar a escrever um livro, é importante seguir as etapas e ter preparo.
Antes de começar a escrever um livro, é importante seguir as etapas e ter preparo.

Deve ser muito comum as pessoas pedindo dicas sobre como escrever um livro, como desenvolver uma boa história, mas esquecem do item fundamental: a preparação. Escrever, editar e publicar um livro é uma viagem bem longa, que exige uma boa preparação e perseverança. De uma concepção da ideia, até o produto final estar nas prateleiras das livrarias, existe um espaço de meses e até anos, para que isso ocorra com sucesso. Aqui vão as minhas dicas de como se preparar para escrever um bom livro:

Pesquise Sobre Possíveis Elementos Relacionados ao Enredo

Se por acaso resolver escrever um livro que fale da Caverna do Diabo, por exemplo, que faça pesquisa e estude com afinco, sobre a Caverna do Diabo. Procure também pesquisar e roteirizar sobre os cenários em que a história pode passar, por exemplo. Se pretende escrever sobre um romance proibido, que se passa em Curitiba, que faça um belo estudo sobre a cidade, mesmo que você more em Curitiba. A pesquisa é sim muito importante para evitar contradições, pois mesmo que você nunca tenha ido a Caverna do Diabo ou só vai a Curitiba nas férias de verão, há pessoas que poderão ter objeções sobre os fatos apresentados no livro. A pesquisa, quando é bem feita e bem fundamentada, te dará segurança sobre em responder sobre as diferenças suspeitas ou apresentadas sobre o que está escrevendo.

Anote e Esboce o Enredo

É importante fazer um esboço sobre o enredo, pois será como uma trilha a ser seguida, durante o desenvolvimento do livro. Isso te dará uma clara noção de como será o enredo e te impedirá de cometer os furos e sair do tema que fora proposto pela ideia. Não faça unicamente uma vez, faça várias vezes o esboço do enredo até o mesmo ficar satisfatório. Esboçar enredo é escrever tópicos sequenciais bem resumidos, sobre o que vai acontecer no decorrer da história.

Leia Bastante

Parece não ser um problema para os universitários, que tem que ler vários livros e apostilas, dentro de uma semana. Mas se pretende escrever um livro de ficção científica, é bom que leia livros do gênero, se pretende escrever um autoajuda, que leia livros sobre o tema. Esse deveria ser o item primordial do tema, mas é muito importante um hábito em leitura. Um excelente escritor, antes de tudo, é um excelente leitor.

Converse Com os Amigos

Converse com os amigos sobre o assunto ou o tema que vai desenvolver no livro, mas amigos que te apoiam, não aqueles, que têm o prazer de frustrar cada ideia que você tiver. Se no teu livro tiver um personagem professor ou um médico, por exemplo, converse com um professor ou um médico, que irá dizer sobre suas rotinas profissionais, por exemplo. Além disso, isso irá ajudar a desenvolver ideias e até elaborar diálogos. A ideia em si não é conversar sobre o enredo, mas sobre o assunto na qual deseja se aprofundar.

Seja Observador

Poderia dizer a grosso modo, ser “enxerido” ou “fofoqueiro”, mas é por esse caminho. É importante observar os hábitos, os costumes e os seus cotidianos. O escritor normalmente é uma pessoa muito curiosa e exercite bastante isso, aprendendo sempre coisas novas.

Gerencie o Seu Tempo

Como eu disse, escrever um livro é uma longa viagem, e isso, demanda o seu tempo e dedicação. Organize seu tempo também para determinar o tempo de descanso, após uma fase da história ser concluída. É importante que mantenha o ritmo constante, pois será útil para informar a data prevista para a publicação do livro. Gerencie um tempo para escrever um livro, para depois fazer ainda a revisão cuidadosa, para que seja finalizado, não importa o tamanho do livro.

Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Share on LinkedInShare on VKShare on TumblrPin on PinterestEmail this to someone
Seguir Fábio Valentim:

Analista de Sistemas e Escritor

Uma pessoa que está sempre disposta a acreditar nos sonhos, no amor e na felicidade até as últimas consequências. Sou proprietário e editor-chefe do Baú do Valentim.

Últimos Posts de