Toda Nudez Deve Ser Castigada?

Por que temos que usar roupas, se nascemos nus? Por que, se a nudez é a revelação da própria essência humana? A nudez nos deixa muitas perguntas sem resposta, mas uma coisa é certa: ela foi muito importante para a nossa civilização.
Por que temos que usar roupas, se nascemos nus? Por que, se a nudez é a revelação da própria essência humana? A nudez nos deixa muitas perguntas sem resposta, mas uma coisa é certa: ela foi muito importante para a nossa civilização.

Falar de nudez, comentar sobre a nudez, sempre foi uma polêmica em meio social, até mesmo em relações mais íntimas. A nudez sempre foi e ainda será um tabu na nossa sociedade, por um bom tempo, pois a mesma não é aberta a tais questões, pois a nudez é uma questão extremamente criminosa para muitos. Expor seu corpo nu implica em varias questões e até penalidades sociais que a mesma sociedade não consegue admitir, por questões morais, práticas ou até mesmo estéticas. Expor a nudez, é expor quem você realmente é e nem todos estão preparados para a mesma exposição. Mas muitos devem se perguntar constantemente: por que temos que roupas, se nascemos nus? Por que não podemos ficar todos nus, viver nus, principalmente em lugares de altas temperaturas, em que o uso de roupas se faz totalmente desnecessário? São questionamentos que nos fazem pensar e repensar várias vezes, mas sempre nos esbarramos em nossos conceitos e preconceitos.

Obviamente, todos irão dizer que os primeiros habitantes humanos deste planeta andavam completamente nus, e não havia nenhum pudor ou vergonha quanto a isso. Com o passar do tempo, a nudez passou a ser coberta por necessidade, seja para proteger do frio ou de impactos. As roupas, portanto, passaram a serem uma forma de identidade, dentro de uma determinada sociedade, seja uma função ou classe social. Tal prática passou a ser utilizada até hoje. Na antiguidade, mesmo com a quase que obrigatoriedade no uso das roupas, as pessoas não se envergonhavam da nudez, pelo contrário, era usada como uma forma de compartilhar as suas intimidades com outrem, de uma maneira cerimoniosa ou até mesmo festiva ou até mesmo em combates (como no caso dos espartanos, que combatiam nus) e dos jogos olímpicos em tempos antigos, em que os mesmos também combatiam completamente nus.

Graças a religiosidade espalhada em toda a civilização ocidental, a questão da nudez ficou muito estrita, mesmo em relações conjugais, onde nem mesmo o marido deve ficar admirando a nudez de sua esposa. Acabou que na Idade Média, nudez se tornou um crime hediondo, um pecado mortal, que faz mostrar que as pessoas se tornam amaldiçoadas, a ponto de sofrerem severas punições, por parte da Igreja. Com o passar do tempo, foi aos poucos, buscando o conceito de nudez remontado nos tempos greco-romanos, onde a mesma nudez era venerada, já que as divindades greco-romanas sempre se apresentam nuas.

Para grande parte do planeta, a nudez é vista como uma vergonha, bem como também uma conotação sexualidade, de um convite para um ato sexual em sim, ou até mesmo para se revelar e se integrar inteiramente com o meio ambiente em si, como é o o caso do nudismo. A nudez tem se mostrado fascinante para toda a sociedade, pois a nudez, principalmente de pessoas esteticamente belas, convidam à curiosidade, pois as pessoas gostam de ver a beleza nua, a perfeição humana, na qual desejam se inspirar, suspirar e admirar como se fosse um espelho para a verdadeira perfeição. Não é a toa que a nudez é expressa em várias manifestações artísticas, como pinturas, esculturas, literatura, teatro e até mesmo em cinema.

Imaginemos uma sociedade em que todos andam nus, completamente nus, mesmo em grandes centros urbanos. Você pegar um ônibus lotado e todos estarem nus. Ir a um estádio lotado e todos os torcedores estarem nus. Passear em num shopping no fim de semana e todos estarem nus e todas as praias serem de nudismo, sem se preocupar em vestir as roupas, sem se preocupar com o pudor. Claro que muitos irão afirmar que irão mostrar as deficiências estéticas (pelancas, por exemplo), mostrar a beleza completamente fora do padrão. Isso é a clara demonstração de que estamos sendo mentalmente escravos do sistema, que nos obriga a usar roupas, para cobrir a vergonha. Vergonha de que? Vergonha de ser nós mesmos, perante a todos, pois a mesma nudez é a chave para a sinceridade humana e para a verdadeira liberdade do indivíduo. A pessoa estando nua perante a outra pessoa, é uma prova de a pessoa confia totalmente nela, pois a demonstração de sua nudez, é a demonstração de confiança, primeiramente em si mesmo e para a pessoa que admira, ainda que esta nudez não esteja dentro dos padrão impostos pelo sistema.

Na minha opinião, creio que a nudez não deve ser tratada como crime, que deve ser castigada. A nudez é uma forma de exaltar a beleza humana, a verdadeira beleza,sem hipocrisia, sem máscaras, sem a vergonha de viver a liberdade, a liberdade de viver a si mesmo. Quem dera se todos nós pudéssemos andar nus,o que poderia chamar isso de utopia. Não creio que a nudez deve ser restrita ou exclusiva, ela deve ser livre, pois somos o tempo todo a nos despir de nossos conceitos e preconceitos que nos foram impostos pela sociedade, mas por medo, ignorância ou por agradar aos outros, acabamos não nos libertando, vivendo sempre presos em nossos medos, vergonha, conceitos e preconceitos. A nudez é bela e põe por terra, todo e qualquer preconceito. Cada pessoa tem a sua beleza, cada nudez tem a sua beleza e nenhuma nudez é igual a outra. Isso é a beleza de sermos verdadeiramente humanos.

Seguir Fábio Valentim:

Analista de Sistemas e Escritor

Uma pessoa que está sempre disposta a acreditar nos sonhos, no amor e na felicidade até as últimas consequências. Sou proprietário e editor-chefe do Baú do Valentim.